sexualidade e emoções

Causas Orgânicas das Disfunções Sexuais Masculinas

 

As disfunções sexuais masculinas de causa orgânica são raras em homens abaixo dos 40 anos. Nos homens acima de 40 anos as causas orgânicas podem estar associadas a doenças crônicas tais como Diabetes, Hipertensão Arterial, Hipercolesterolemia, drogas anti-hipertensivas, para tratamento de câncer da próstata, drogas de uso psiquiátrico, etc. Muito se falou sobre andropausa masculina. Diferentemente da mulher em relação a produção do estrógeno o homem produz testosterona por toda sua vida. Fisiologicamente a partir dos 40 anos existe uma diminuição gradativa da testosterona circulante na ordem de 1% ao ano. Condições clínicas como ansiedade, depressão, estresse, muito comum em homens que vivem nas grandes cidades, podem alterar o desempenho sexual e a libido e muitas vezes estes sintomas são erroneamente atribuídos a baixa da testosterona.

De certo, em alguns pacientes que apresentam sintomatologia e dosagem baixa de testosterona a reposição hormonal é necessária, porém não é a maioria. Hoje em dia existe uma preocupação exagerada da população masculina das mais variadas faixas etárias com o desempenho sexual. Ereção duradoura, quantidade de relações sexuais numa noite são de fato a maior angústia masculina. O romantismo vem sendo deixado de lado e a preocupação exagerada por um desempenho sexual exemplar frequentemente desencadeia o quadro de disfunção erétil.

Quando sentimos medo, raiva e ansiedade nosso organismo libera uma grande quantidade de adrenalina. Este hormônio da glândula adrenal é o principal antídoto natural da ereção. Este processo está presente nos quadros de ejaculação precoce. O temor de ejacular precocemente desencadeia uma nova ejaculação antecipada, da mesma forma como o medo de falhar.  É um processo cíclico e interminável que pode, em casos mais severos, desencadear aversão a relacionamentos sexuais.

O tratamento das disfunções sexuais é de caráter multidisciplinar. Não podemos como médicos, ver o paciente como um doente exclusivamente. Existem muitos fatores sociais e psicológicos envolvidos. Não existe uma fórmula mágica para o tratamento das disfunções, cada caso é avaliado separadamente e instituído tratamento baseado nas necessidades de cada homem. O acompanhamento psicológico feito por um terapeuta sexual é de suma importância, visto que a maioria das disfunções em jovens e quase a maioria em homens maduros sem comorbidades são de caráter psicológico.

Todo homem, independente de sua faixa etária pode viver plenamente sua sexualidade sem culpas, tabus ou medos. Ter uma parceira amiga, amante, compreensiva, cúmplice faz realmente a diferença. Quando o assunto é sexo não existem regras. Mais importante do que surpreender sua parceira com um pênis mais duro é lhe oferecer flores, convidá-la para um jantar romântico, ou seja, reacender aquela chama da paixão que em alguns casos está adormecida após vários anos de convivência matrimonial.

 

Dr. Ricardo Lyra | Urologista | CRM-9981-PE

Consultório: Rua Pacífico Santos, 71A, Boa Vista, Recife-PE

Fone: 3221.3307

 

.
 

Enquete

Quais temas você gostaria de ler a respeito?